Palestra Pública

18/11/2019 by

Voltei.jpg

Conheça-te a ti Mesmo

14/11/2019 by

Screenshot 2019-10-25 at 13.41.36.png

Estude a si mesmo, observando que o auto conhecimento traz humildade e sem humildade é impossível ser feliz.

Allan Kardec

Palestra Pública

11/11/2019 by

O Espirito Imortal.jpg

Em nós…

07/11/2019 by

Screenshot 2019-10-25 at 13.33.20.png

Paciência incessante em todas as dores e em todas as circunstâncias, a fim de que venhamos a transpor com segurança as dificuldades que vigem por fora, mas também cultivar paciência conosco, para construirmos a nobilitação que nos é necessária. Com isso, não queremos dizer que devamos acalentar as nossas fraquezas ou aplaudir as nossas próprias faltas, mas sim que não nos cabe interromper a edificação, no mundo íntimo, quando surjam falhas em nós, no serviço do bem que nos toca fazer.

Frequentemente, fugimos envergonhados, desertando das tarefas de elevação, martelando confissões, qual se pregássemos esponjas de farpas no coração, para que nos firamos a toda hora.

E repetimos a cada instante:

– Verifiquei que não presto…

– Tentei melhorar-me e não pude…

– Não me peçam voltar ao serviço, que não sou santo…

– Larguei a oração porque tenho lama no pensamento…

– Sou um poço de vermes…

– Não quero perturbar os outros com os meus defeitos…

– Sou um monte de erros…

Há quem recorra ao rifão popular: “pau que nasce torto tem a sombra torta”, esquecendo-se de que existem milhares de troncos, tortos na configuração externa, guardando seiva robusta e sadia, na produção dos frutos com que alimentam as criaturas.

Cair é acidente próprio dos que caminham.

Refocilar-se no chão é próprio dos que se animalizam.

Aprendamos a emendar, corrigir, restaurar, refazer…

Nos derradeiros ensinamentos, Jesus não se esqueceu de induzir-nos à calma, recomendando aos seguidores: “na paciência, possuíres as vossas almas”.

Isso realmente significa que precisamos de paciência, não só para angariar a simpatia e a colaboração das almas alheias, mas para educar também as nossas.

Paz e Luz!

Emmanuel

Palestra Pública

04/11/2019 by

Energia e Resp..jpg

Programação Mensal

02/11/2019 by

Palestras Novembro.jpg

Teus Pensamentos

31/10/2019 by

Screenshot 2019-09-23 at 13.19.49.png

“Examina os teus desejos e vigia os próprios pensamentos, porque onde situares o coração, aí a vida te aguardará com as asas do bem, ou com as algemas do mal.”

Emanuel

Palestra Pública

27/10/2019 by

Questionamento Espírita.jpg

Servir e Marchar

24/10/2019 by

Screenshot 2019-09-23 at 13.19.37.png

“Portanto, tornai a levantar as mãos cansadas e os joelhos desconjuntados.” — Paulo (Hebreus 12:12) 

Se é difícil a produção de fruto sadio na lavoura comum, para que não falte o pão do corpo aos celeiros do mundo, é quase sacrificial o serviço de aquisição dos valores espirituais que significam o alimento vivo e imperecível da alma.

Planta-se a semente da boa vontade, mas obstáculos mil lhe prejudicam a germinação e o crescimento.

É a aluvião de futilidades da vida inferior.

A invasão de vermes simbolizados nos aborrecimentos de toda sorte.

A lama da inveja e do despeito.

As trovoadas da incompreensão.

Os granizos da maldade.

Os detritos da calúnia.

A canícula da responsabilidade.

O frio da indiferença.

A secura do desentendimento.

O escalracho da ignorância.

As nuvens de preocupações.

A poeira do desencanto.

Todas as forças imponderáveis da experiência humana como que se conjugam contra aquele que deseja avançar no roteiro do bem.

Enquanto não alcançarmos a herança divina a que somos destinados, qualquer descida é sempre fácil…

A elevação, porém, é obra de suor, persistência e sacrifício.

Não recues diante da luta, se realmente já podes interessar o coração nos climas superiores da vida.

Não obstante defrontado por toda a espécie de dificuldades, segue para a frente, oferecendo ao serviço da perfeição quanto possuas de nobre, belo e útil.

Recorda o conselho de Paulo e não te imobilizes. Movimenta as mãos cansadas para o trabalho e ergue os joelhos desconjuntados, na certeza de que para a obtenção da melhor parte da vida é preciso servir e marchar, incessantemente.

Emmanuel

Fonte Viva – Cap.52

Palestra Pública

20/10/2019 by

Voltei.jpg