No grande minuto

by
No grande minuto da experiência, disseste, desapontado:
– Só vejo o mal pelo Bem.

– Não posso mais.

– Fracassei.

Agora é parar com tudo.

– Fiz o possível.

– Não me fales mais nisso.

– Estou farto.

– Muito difícil.

– Em tudo é desilusão.

– Sofri que chega.

– Continue quem quiser.

– Ninguém me ajuda.

– Deixa- me em paz.

– Estou vencido.

– Não quero complicações.

– É problema dos outros.

– Não sou santo.

– Desisti.

– Basta de lutas.

Entretanto, sombra vencida é porta de luz maior.

Se os amigos fugiram, continua fiel ao Bem.

Se tudo é aflição em torno, não desanimes.

Se alguém te calunia, responde sempre fazendo o melhor que possas.

Se caíste, levanta- te renovado e corrige a ti mesmo.

Não existe merecimento naquilo que nada custa.

Todos nós aprendemos e trabalhamos, dias e dias, e, às vezes, por muitos anos,
para vencer nesse ou naquele grande momento chamado “crise”.

É a vitória na crise que nos confere mais ampla capacidade.

Se pedes roteiro para mirar, recorda o Cristo, na derrota aparente.

Humilhado e abatido, supliciado e crucificado, torna ao mundo, em Espírito,
sem que ninguém lhe requeira a volta.

E, materializando-se, divino, entre os mesmos companheiros que o haviam abandonado,
longe de referir-se aos remoques e tormentos da véspera,
recomeça o trabalho, dizendo simplesmente:

– “A paz seja convosco.”

Emmanuel  &  Chico Xavier

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: