Crucificação Libertadora

by

A crucificação de Jesus é mais do que um marco assinalando profundamente os fastos históricos da Humanidade.

Representa uma luz que se expande na direção do futuro, abrangendo todos os períodos vindouros.

O Seu holocausto jamais se apagará da memória dos tempos, pelo motivo de ter sido Ele, o Justo por Excelência, que se doou em sacrifício de amor.

Antes, foram inúmeros os homens crucificados sob a sanha sanguissedenta de dominadores arbitrários, que se compraziam em matanças sistemáticas, ou de governantes impiedosos que aplicavam a justiça mediante a pena capital, elegendo esse método cruel.

Depois, prosseguiram as crucificações por paixões políticas, sociais, raciais, legalizando o crime do Estado, que pretendia cobrar delitos imaginários ou reais no organismo social e individual.

Em Sua homenagem, muitos discípulos, fascinados pelo Seu amor, e amando, deixaram-se crucificar, queimar, devorar pelas feras, desterrar, consumir-se  em cárceres infectos, dando prosseguimento ao seu programa.

Ele, porém, fez-se o Modelo, iniciando a Era da resistência pacífica, de que Sócrates se transformara no primeiro mártir, sendo condenado à morte sem haver praticado qualquer crime, exceto o de ensinar a ética da imortalidade, da moral e do bem, numa época de abuso do poder e de dissipações.

A Cruz do Gólgota permanece como símbolo de resistência ao mal transitório, que o tempo supera, abrindo espaço para o bem, que permanece.

Hoje ainda prosseguem as crucificações daqueles que O amam e desejam segui-lO.

Cruzes invisíveis são acionadas e nelas são imolados incontáveis apóstolos, que se deixam sacrificar.

Urdem-se calúnias com as quais os azorragam.

Acionam-se mecanismos restritivos que os impedem de avançar.

Movimentam-se forças tenebrosas que lhes obscurecem os céus da esperança e os atingem no cerne da alma.

Seviciam-nos com a maledicência e a suspeita sistemática, tornando quase insuportáveis as suas horas.

Dilapidam-lhes o caráter, através de infâmias habilmente apresentadas.

Os crucificadores também permanecem desafiando os tempos. Um dia, porém, não muito distante, arrependidos, se renovarão, iniciando as experiências redentoras do amor.

Se pretendes identificar-te com Jesus, provarás a crucificação nas traves imateriais da renúncia, do silêncio e da abnegação.

Quem O ame, não transita no mundo indene ao testemunho da fidelidade.

Experimentarás solidão, e muitos dos teus anelos se desfarão como névoa ao Sol, a fim de que nenhuma ilusão te perturbe a lucidez do amor por Ele.

Conhecerás de perto o apodo e a humilhação, e, confiando, não te rebelarás.

Provarás o vinagre da ingratidão e o fel do abandono.

Terás o coração em chaga moral a doer.

Todavia, quando parecer que não mais suportarás as aflições da cruz, Ele te aparecerá e suavemente te libertará, conduzindo-te ao Seu reino de bênçãos para sempre.

Joanna de Ângelis  &  Divaldo P. Franco

Obra: Momentos de Alegria

Uma resposta to “Crucificação Libertadora”

  1. ceeembaden Says:

    Boa tarde querido leitor, agradecemos-lhe o intercambio desta mensagem.
    Aqui o que o autor veio nos trazer é que desde que Jesus veio a terra para nos salvar e guiar, seu caminho nao foi facil, e isso é mostrado atravez nao so dos livros Biblicos como tambem atravez dos filmes que retratam a epoca.
    Sabemos que aquele que se propoem a seguir o caminho do Cristo, sofre todo o tipo de ataque e pertubaçao, e que o cristão que apresentar sua vida como exemplo vivo do que aprende quando estuda o Evangelho do Cristo, não vive em mar de rosas.
    A mensagem apenas retratou o que todos os cristãos tem vivido desde a vinda do Cristo entre nos e a recompensa final que é a libertaçao de todo o tipo de sofrimento e a entrada em um reino de bençãos eternas.
    Que Jesus nos abençõe no entendimento de Sua mensagem iluminada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: