DESCONFORTO

by

Hermes Fontes

Não me bastou, Senhor, velar atento

A misteriosa luz com que, à procura

De um luminoso céu em miniatura,

Vivi sonhando em meu deslumbramento!

Dentro do meu ideal supus que, isento

De toda a dor, de toda a mágoa obscura

Alcançasse o castelo da ventura

Na glorificação do pensamento.

Mas, ai de mim! Meu barco pequenino

Perdeu-se em meio à torva tempestade

Sem divisar a luz de qualquer porto;

E as minhas esperanças de menino

E os anelos de amor e mocidade

Naufragaram no grande desconforto.

Lira Imortal – Francisco Candido Xavier

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: